Crônicas do Puntel

Que tema cairá no Enem?


Faltam duas semanas e mesmo os mais preparados começam a ser tomados pela ansiedade, pelo estresse, pelas dúvidas sobre esta ou aquela matéria

Luiz Puntel | ACidadeON/Ribeirao

Faltam dois domingos para a primeira prova do Enem. É uma prova de 90 questões e mais uma redação de 30 linhas. A duração é de 5h30. Até mesmo para candidatos competitivos, aqueles que costumam gabaritar simulados, é um tempo apertado, para usarmos uma expressão coloquial. Gabaritar, para os leitores não acostumados ao jargão estudantil, é aquele cê-dê-efe que acerta tudo. Cê-dê-efes, tudo bem? Até para eles é uma prova complexa, de "textões", termo emprestado das redes sociais.
 
Faltam duas semanas e, a partir de agora, mesmo os mais preparados começam a ser tomados pela ansiedade, pelo estresse, pelas dúvidas sobre esta ou aquela matéria. Quanto ao tema de redação a ser pedido, se os candidatos desenvolveram os mais diversos temas durante o ano, se produziram dezenas e dezenas de textos, certamente dominam as técnicas redacionais que os examinadores procurarão em seus trabalhos. Sabem como colocar foco no recorte temático, tomar partido já na tese, desenvolver um texto dissertativo-argumentativo com autonomia, propor intervenção para o problema oferecido e concluir com mestria, ou maestria, como queiram. Sim, porque precisa ser mestre no comando da caneta e maestro na harmonia das frases e parágrafos para se obter a nota máxima. 

E essa ansiedade gera questionamentos os mais variados. Uma das perguntas que os professores de produção textual fatalmente escutam, a partir de agora, é a famosa: "Professor, qual o palpite que o senhor tem para o tema de redação?" Eu costumo dizer que pode cair até "dentaduras duplas". Drummond tem um poema a respeito, e como o país é uma nação de desdentados, é um tema que, perdoem-me o trocadilho, está na boca de milhões de brasileiros.
 
Segundo uma amiga professora, "dentaduras duplas" é um tema muito social para uma época de ufanismo exacerbado. Ela é de opinião que pode ser pedido algo sobre identidade nacional, tendo como pano de fundo os símbolos da Nação. Não faz muito tempo, o ex-ministro da Educação pediu que os alunos cantassem o Hino e enviassem vídeos para comprovar o patriotismo escolar, estão lembrados? Vão vendo...  

Outro professor, seguindo nessa linha, aposta que o Enem possa trazer à baila o mau comportamento e a agressividade crescente de alunos, cuja solução está na implantação de escolas cívico-militares. Ordem unida, posição de sentido e continência seriam mesmo a solução para um problema estrutural tão complexo? 

São palpites. Válidos ou não, o importante é que, se os candidatos trabalharam com cerca de 50 a 100 temas durante o ano, terão a certeza de que, caia este ou aquele tema, eles saberão dissertar a respeito.  

-------------------------------------------------------------------------  

Puntel, indo à baixada, buscar sua bola de cristal, que foi levada pro conserto. Ou será concerto?

fonte: ACidadeOn



Faça download da crônica.

 

(16) 3623-6199

Av. Senador César Vergueiro, 590 - Jardim Irajá - Ribeirão Preto/SP