Crônicas do Puntel

Futuro que vem vindo no vento!



  Os detetives particulares terão que desvestir o boné e o cachimbo do Sherlock Holmes e assumir outra vestimenta, a de farejadores de dados cibernéticos


Leio, no Facebook, o site "Escolha a escola", coordenado pelo competente jornalista Chico Ferreira, sobre profissões que surgirão em breve. É a transcrição de uma entrevista da futurista Elatia Abate e do professor Arthur Igreja, da FGV, feita pelo Valor Investe. 
E o que vem vindo por aí, não no futuro distante, mas no futuro que desponta na virada de página de um calendário que é urgente? Aqui vão dez profissões que virão em breve. Portanto, respirem fundo e vamos lá. 
 
Teremos "advogados especializados em digital". Apesar de já existir o direito digital, os advogados terão muito trabalho com o crescimento dos ataques por hackers. Além disso, com o volume de dados e informações circulando, vamos ter que contratar outro profissional, o "assessor de privacidade", especialista em monitorar como vai a nossa exposição, assim como a das empresas no mundo virtual. 
 
Querem outra profissão interessante? Hoje, você procura um nutricionista para balancear sua alimentação, certo? Pois, surgirá logo mais o "nutricionista de dados pessoais", o especialista que determinará que mídias, aplicativos, redes sociais você deve direcionar maior ou menor atenção. 

Os detetives particulares terão que desvestir o boné e o cachimbo do Sherlock Holmes e assumir outra vestimenta, a de farejadores de dados cibernéticos. Se já temos milhares e milhares de informações, imaginem em breve o fuzuê que não será no mundo virtual. 
 
Anotem só mais duas profissões que virão. O resto vocês procuram no site do "Escolha a escola". Vamos lá? O espaço aéreo será tomado por drones e mais drones, milhares e milhares deles. Não só eles, mas carros que voam, patinetes que navegam no ar, cadeiras e sofás flutuantes. Lógico que estou exagerando, mas vai ter que ter um "engenheiro de tráfego multidimensional" para botar ordem na bagunça aérea, talkei? 
 
Se hoje já temos milhões de viciados em tecnologia, imaginem daqui a um click! Vamos ter que procurar "psicólogo ou psiquiatra especialista em transtornos digitais", segundo os futurologistas. Na verdade, quem é da área pode afirmar que os consultórios já andam repletos de pacientes com esta procura. 
 
Enfim, leitores, avisem lá em casa aos jovens que pretendem se profissionalizar que deem uma lida no artigo publicado pelo site "Escolha a escola". É de sarapantar, como diria Mário de Andrade, que confessava ser difícil se libertar de uma só vez das teorias-avós com que fomos criados. 
 
Mas, a boa notícia é que habilidades tipicamente humanas, ou seja, a criatividade, a colaboração, a comunicação, vão se tornar essenciais para todos os profissionais, independente da área de atuação. E a demanda por antropólogos, etnógrafos e psicólogos continuará firme e forte. Afinal, alguém precisa entender como as pessoas estão se comportando ante o avanço célere das tecnologias.  

--------------------- 
Puntel, fechando a máquina de escrever e indo comprar um smartphone



Fonte:  Jornal A Cidade

Faça download da crônica.

 

(16) 3623-6199

Av. Senador César Vergueiro, 590 - Jardim Irajá - Ribeirão Preto/SP