Crônicas do Puntel

PATRIAZINHA, DEU RUIM, NÉ?


         Pátria Amada, que coisa chata que aconteceu recentemente! O ministro da Educação enviou carta às escolas de Ensino Fundamental convocando a todos para que começassem o ano cantando o Hino Nacional e enviassem vídeos para confirmar se a lição de casa foi feitam mesmo. Nem vou comentar a ilegalidade do slogan da campanha presidencial com o qual o ministro termina a mensagem, e nem a ilegalidade ou não de se filmar alunos perfilados diante da Bandeira do Brasil, cantando o Hino.

         Sabe o que me dói, Pátria Amada, é que o pedido do ministro não teria mesmo muito sucesso! O que me deixou com pejo, envergonhado, enrubescido é que as escolas não conseguiriam mandar o vídeo que o ministro solicitou às escolas. Sabe por quê? Porque mais de 30% das escolas do Ensino Fundamental não estão conectadas à Internet. Ou seja, mais de 39 mil dessas escolas não têm essa modernidade tecnológica. E, posso, como o poetinha Vinicius te chamou, confessar uma coisa, Patriazinha?

        As escolas, pelo país adentro, não só não têm Internet, como não têm biblioteca, computador, laboratórios, e nem todas têm professores, entre outros elementos educacionais básicos. Se tem ar condicionado nas salas de aula? Patriazinha, sem brincadeiras, por favor! Se nem todas as escolas têm privadas para os alunos usarem, vai ter esta frescura de buenos aires? Pois é, o quesito de infraestrutura é uma lástima! Sabia, Patriazinha, que neste mesmo Ensino Fundamental, cujas escolas deveriam mandar vídeos exaltando ações cívicas, apenas 41% contam com rede de esgoto, e 52% contam apenas com fossas nada sanitárias?

        Se eu estiver exagerando, Patriazinha, fique à vontade para me dar um “prestenção”, um “passa moleque”, me mandando de castigo pra diretoria, ou escrever mil vezes a frase “Brasil, ame-o ou deixe-o”, de décadas passadas. Se eu estiver exagerando, eu me perfilo todo, cantando o Hino Nacional certinho, pois quase ninguém canta direito, onde já se viu dizer que ele começa com “Ouviram do Ipiranga”? A protofonia do Hino não tem letra não? Tem, mas duvideodó se o leitor que me lê sabe cantar, Patriazinha! Mas isso é assunto para outro dia, tá?

        Patriazinha, para terminar, deu ruim, né? Nem vou falar dos índices brasileiros do avanço escolar. Avanço? É de sarapantar, como diria o Mário de Andrade. Vou pular esta lição de casa para não ficarmos mais envergonhados ainda e tirarmos zero, ficando de recuperação, segunda época, ou de exame oral. Mais até do que não termos internet para enviar ao ministro um mísero arquivo de vídeo.

Puntel, lendo os índices do Censo Escolar 2018. Vixi!

Faça download da crônica.

 

(16) 3623-6199

Av. Senador César Vergueiro, 590 - Jardim Irajá - Ribeirão Preto/SP