Blog do Puntel

COMO DIRIA SHAKESPEARE !

Puntel

Estranho, constrangedor, incômodo, inseguro, ridículo! Todos essas características vêm à nossa mente quando pensamos na “Caverna de Platão”. Estão lembrados, leitores,  desse texto do filósofo grego? Ele  é uma metáfora em que Platão discute a questão do Desconhecimento humano diante da realidade. Se vocês não se lembram, comentemos rapidamente o que é essa “caverna”.

Platão metaforizou a Humanidade como se estivéssemos em uma caverna, todos estáticos, sem poder nos mexer, voltados para a parede. Não nos mexemos, mas conseguimos ver. E o que vemos, embora não saibamos, são sombras projetadas pela luz que vem de uma fogueira, colocada ao centro da caverna. Entre a fogueira e a parede à nossa frente, são movidos objetos, cujas sombras se projetam na parede. Como vemos sombras, “simulacros”, arremedos da realidade, achamos que as sombras são a realidade. Com isso, vemos “mentiras” e nos enganamos, achando que aquelas sombras são verdades absolutas.

No entanto, o que tem a ver a caverna platônica com o trabalho de Língua Portuguesa, que estamos começando? Se entendermos, como muitos alunos, que a prova de Língua Portuguesa nos vestibulares envolve apenas a prova de Redação, estamos nos enganando. E é comum os alunos procurarem a nossa Oficina, dizendo: “Eu só preciso aprender Redação. Interpretar textos e responder perguntas abertas eu já sei!”

Com muito carinho, nós os convencemos de que, para interpretar textos e responder perguntas abertas, precisamos saber “redigir”, ou seja, exercer o ato de ler e de escrever, de interpretar, para responder ao que é pedido em cada questão. Isso sem falar que, na segunda fase de muitos vestibulares, como a Fuvest, por exemplo, a prova de Redação é apenas 50% da nota. Os outros 50% saem das perguntas abertas de interpretação, gramática e dos livros exigidos. Só na Fuvest são 9 livros, sem contar com os da Unicamp, para citarmos dois vestibulares de referência.

Portanto, alunos, saiamos da Caverna de Platão, deixemos de entender que uma nota competitiva na prova de Redação já nos coloca na faculdade. Como diria Shakespeare, “há mais detalhes entre a prova de Redação e a nossa aprovação do que podemos imaginar com a nossa melhor caligrafia.” Bom ano de estudos a todos! 


 

(16) 3623-6199

Av. Senador César Vergueiro, 590 - Jardim Irajá - Ribeirão Preto/SP